O som da Travelling Wave e a atmosfera sombria das ondas viajantes

O som da Travelling Wave e a atmosfera sombria das ondas viajantes

28 Sep 2015

Travelling Wave sabe como criar uma atmosfera única. Seu shoegaze agitado vem como uma tempestade sonora obscura e psicodélica, pontuada por pancadas de guitarra e vocais fantasmagóricos.

Eles vieram ao estúdio para aproveitar os equipamentos profissionais do Converse Rubber Tracks e gravar um novo single ao vivo. Conversamos com a banda para ter uma ideia de sua história e sobre como foi a sessão.

Conte um pouco mais da banda, dos integrantes e de suas influências.


Travelling Wave foi criada no final de 2013. Inicialmente como um projeto integrado por Thiago Altafini (guitarra e voz) e Carol Alleoni (synth e voz). A partir de 2014, Natt Oliveira (bateria) e Vitor Galvão (baixo e synth) fazem parte da banda.

A sonoridade da banda traz influências do universo noise-rock com elementos do pós-punk, shoegaze e psicodelia contemporânea. Tudo isso envolto em uma atmosfera dark e mântrica.

Vocês participaram do workshop do produtor veterano Steve Evetts aqui no estúdio no mês passado. Vocês acreditam que essa experiência anterior ajudou no dia de gravação de vocês?

Ajudou sim! Principalmente por conhecer antecipadamente a equipe, os equipamentos e a estrutura do estúdio. Além disso, conhecemos vários membros de outras bandas que estavam lá no dia. Foi possível uma troca de experiência e contatos.

Fale mais sobre a sessão. Foi tudo como esperado?

Nossa experiência no CRT SP Studio superou nossas melhores expectativas, tanto pelo profissionalismo e simpatia da equipe quanto pelos processos e técnicas de gravação. Ficamos muito satisfeitos com a qualidade final do áudio. Ficou excelente, o melhor registro que temos.

Galeria: